Paixão do momento

Eu tenho fases em que me prendo a um repertório. Ouço a música o tempo todo, assisto aos vídeos, vejo as fotos, praticamente decoro algumas coreografias. Depois passa.

No momento, é Romeu e Julieta. Aliás, falei dele aqui.

Eu preciso dizer o que estou ouvindo neste instante em que escrevo o post ou nem é necessário?

Foto:© Erik Tomasson. Sarah Van Patten e Pierre-François Vilanoba em Romeu e Julieta, de Tomasson.

Romeu e Julieta, de Tomasson

A primeira peça de Shakespeare que eu li foi Romeu e Julieta, aos 12 anos. Eu me apaixonei de tal maneira que reli mais de 15 vezes (foi quando perdi a conta). Relembro de passagens inteiras, sei alguns trechos de cor. O meu interesse por teatro surgiu naquele dia.

Por incrível que pareça, mesmo depois de ter atuado, nunca pensei em fazer essa peça. Talvez porque todos conhecem o desfecho da história. Já o ballet…

Romeu e Julieta, de Helgi Tomasson, San Francisco Ballet.

Parece que revivo o meu sentimento quando li essa história de amor pela primeira vez.

Maria Kochetkova

Além de técnica e presença em cena, eu adoro a Maria Kochetkova por mais um motivo: o seu tamanho. Ela é pequenina, mas nunca consegui descobrir qual é a sua altura. Li em algumas entrevistas que esse foi um dos motivos pelos quais ela deixou a Rússia e seguiu carreira nos EUA. Ela é primeira-bailarina do San Francisco Ballet.

Maria Kochetkova Principal Highlight Video, San Francisco Ballet, 2009

Já assisti a esse vídeo diversas vezes. Vê-la linda em tantos papéis me dá ânimo para dançar. De verdade.

*
Para saber mais sobre Maria Kochetkova: site, Facebook, Twitter.