Romeo and Juliet: Beyond Words

Eu li Romeu e Julieta pela primeira vez aos 12 anos de idade, e reli tantas vezes que decorei passagens inteiras. Assisti ao filme dirigido por Franco Zeffirelli mais de uma vez. Assisti no cinema ao filme dirigido por Baz Luhrmann. Na mesma época, o ballet foi transmitido pela televisão, de madrugada. Fiquei acordada para assistir e o que aconteceu? Adormeci no sofá. Estou perdoada, eu era uma adolescente que tinha se apaixonado pelas palavras dessa história. Para mim, faltava alguma coisa na dança.

Só consegui assistir ao ballet com real interesse depois de ter começado a dançar. Confesso, não é uma obra que enche os meus olhos, porque a minha referência é a peça de teatro. Mas, depois de hoje, quem sabe eu mude de ideia.

A Cyndi compartilhou comigo o trailer de Romeo and Juliet: Beyond Words. É a coregrafia de Kenneth MacMillan e a música de Sergei Prokofiev, da montagem realizada pelo Royal Ballet, em uma obra cinematográfica. Sem falas, apenas a dança e os gestos, em locações onde se passa a história. Não, não é igual a essa versão de Giselle, com Carla Fracci no papel principal, feita para a televisão. É outra coisa, eu nunca vi nada parecido. Quer entender melhor? Assista ao trailer.

Trailer “Romeo and Juliet: Beyond Words”, Michael Nunn e William Trevitt, 2019.

William Bracewell e Francesca Hayward fazem os papéis principais. Quem quiser saber mais, acesse o site, o YouTube e o Instagram.

Eu contarei os dias para assistir.

Bolshoi no cinema

Hoje foi divulgado o trailer da nova temporada do Bolshoi Ballet nos cinemas: Raymonda, O corsário, O Quebra-Nozes, Giselle, O lago dos cisnes, Romeu e Julieta e Jewels. As transmissões desses ballets vão acontecer entre 2019 e 2020, mas há outros que estão nesse momento em cartaz. Para acompanhar a programação, acessem www.bolshoiballetincinema.com ou @bolshoiballetincinema.

Eu ainda não assisti a um ballet no cinema e imagino como deve ser uma grande experiência. E esse trailer é um primor por si só. Lindo lindo lindo!

Trailer “Bolshoi Ballet in cinema 2019-2020”.

Oito vezes Aurélie

Eu costumo dizer que o meu tempo é outro. Tudo corre ao meu redor e eu demoro para realizar algumas coisas, especialmente no blog. Não deixo nada pendente, mas o “para ontem” não funciona para mim.

Disse isso para explicar que eu deveria ter escrito sobre um assunto há três meses, mas não o fiz, tampouco o farei hoje. Primeiro, vou contar a notícia e ao longo da semana escreverei com calma, eu prometo!

A Aurélie Dupont se aposentou ano passado do seu posto de étoile da Ópera de Paris, lembram? Pois em fevereiro deste ano, ela foi anunciada como a nova diretora do ballet da Ópera de Paris depois que Benjamin Millepied pediu demissão (na verdade, provavelmente ele foi demitido, mas discutiremos isso depois). Eu acompanhei ao vivo pelo Twitter da companhia e não acreditei quando soube.

Para quem chegou agora, ela é a minha bailarina preferida, eu a acompanho desde que comecei no ballet, há quase nove anos. Eu andava bem desiludida com os rumos da companhia, quem sabe agora as coisas voltarão aos eixos.

Enquanto o texto contando os detalhes não fica pronto, eis um vídeo editado pela Julimel, do Vídeos de Ballet Clássico, com trechos de oito ballets dançados pela Aurélie entre 2000 e 2014. Prestem atenção como ela passeia por diferentes obras com uma qualidade artística e um talento que poucas bailarinas têm.

Ela não é a minha querida à toa.

Trechos de A Bela Adormecida, Dom Quixote, La sylphide, Jewels, La bayadère, Romeu e Julieta, Daphnis et Chloé e Dances at a Gathering, Aurélie Dupont, Ópera de Paris.