Para estudar coreografias de ballets de repertório

Vamos voltar às origens deste lugar e falar especificamente de ballet clássico?

Vou compartilhar dois materiais sobre coreografias de ballets de repertório. Não apenas para quem quer estudar, mas também dançar algumas das coreografias mais importantes e conhecidas desses ballets.

PRIMEIRO: SEQUÊNCIAS DE COREOGRAFIAS
Para assistir: YouTube e Instagram

Tempos atrás, encontrei o perfil de Jaqueline Tirabassi, bailarina formada na escola do Teatro alla Scala e professora nessa mesma instituição.

Ela teve uma grande ideia: fazer vídeos de sequências de ballets de repertório decodificando os passos da coreografia. Assistimos à sequência, depois ela é repetida com o nome de cada passo na tela. Vendo assim, passo a passo, temos clareza dos movimentos. Parece óbvio para quem tem domínio técnico, mas para quem está aprendendo, mostrar a coreografia dessa forma, mesmo que seja apenas um trecho, faz uma imensa diferença. Além disso, a produção é linda!

Infelizmente, são poucos os vídeos publicados e o canal não é mais atualizado. Sem problemas, dá para estudar com o material já desenvolvido.

Escolhi duas sequências: o pas de quatre dos pequenos cisnes, de O lago dos cisnes, e Serenade.

Swan Lake, ballet, how to perform Four Little Swans

Serenade, ballet, how to perform Serenade for Strings in C, Op.48

SEGUNDO: COREOGRAFIAS COMPLETAS
Para assistir: YouTube
Para baixar a lista de variações: PDF

Eu tenho um acervo de vídeos de dança, mas para estudo individual mesmo. Essa preciosidade eu guardo há anos: 30 variações completas de repertório, tanto femininas quanto masculinas. Todas são realizadas em uma sala de dança, com legenda no início, mas a cópia está em uma qualidade bem baixa. Infelizmente, não consegui encontrar informações sobre esse material, tem jeito de VHS dos anos 1980. Alguém sabe alguma coisa?

Enquanto não descobrimos, aproveitem uma hora de O lago dos cisnes, A Bela Adormecida, O Quebra-Nozes, Raymonda, Chopiniana, Dom Quixote, Coppélia, La fille mal gardèe, O corsário e La bayadère. A lista completa de variações vocês podem ver, e baixar, aqui.

Classical Heritage, 30 Classic Variations as Coreographed by Russian Ballets

Bolshoi no cinema

Hoje foi divulgado o trailer da nova temporada do Bolshoi Ballet nos cinemas: Raymonda, O corsário, O Quebra-Nozes, Giselle, O lago dos cisnes, Romeu e Julieta e Jewels. As transmissões desses ballets vão acontecer entre 2019 e 2020, mas há outros que estão nesse momento em cartaz. Para acompanhar a programação, acessem www.bolshoiballetincinema.com ou @bolshoiballetincinema.

Eu ainda não assisti a um ballet no cinema e imagino como deve ser uma grande experiência. E esse trailer é um primor por si só. Lindo lindo lindo!

Trailer “Bolshoi Ballet in cinema 2019-2020”.

Uma aula de ballet em “O corsário”

Agora sim, posso dizer que o ballet clássico voltou aos meus dias. Preciso escrever textos, eu sei, mas tudo bem se hoje eu compartilhar dois vídeos?

As duas coreografias já apareceram no blog, a primeira dançada pela Jurgita Dronina, na época no Het Nationale Ballet/Dutch National Ballet (hoje ela está no The National Ballet of Canada e também dança no English National Ballet) e a outra pela Nina Kaptsova, no Bolshoi Ballet. Hoje, as variações são dançadas em uma montagem do American Ballet Theatre, por duas de suas maiores bailarinas, hoje aposentadas da companhia: Julie Kent (diretora artística do The Washington Ballet) e Paloma Herrera (diretora artística do Balé Estável do Teatro Colón).

Não gosto de dois vídeos na sequência para não deixar a página “pesada”, mas compreendam, é um deleite assisti-los na sequência. Talento, domínio técnico, pernas mais baixas, presença de palco… Dá até um afago no peito, o ballet persiste.

Julie Kent, “Variação de Medora”, O corsário, American Ballet Theatre.
Para assistir com a Jurgita Dronina, aqui.

Paloma Herrera, “Variação de Gulnara”, O corsário, American Ballet Theatre.
Para assistir com a Nina Kaptsova, aqui.