Romeu e Julieta, de Tomasson

A primeira peça de Shakespeare que eu li foi Romeu e Julieta, aos 12 anos. Eu me apaixonei de tal maneira que reli mais de 15 vezes (foi quando perdi a conta). Relembro de passagens inteiras, sei alguns trechos de cor. O meu interesse por teatro surgiu naquele dia.

Por incrível que pareça, mesmo depois de ter atuado, nunca pensei em fazer essa peça. Talvez porque todos conhecem o desfecho da história. Já o ballet…

Romeu e Julieta, de Helgi Tomasson, San Francisco Ballet.

Parece que revivo o meu sentimento quando li essa história de amor pela primeira vez.

O começo da mudança

A pesquisa continuará até sábado, quando fecharei os questionários e publicarei os resultados. Mas duas coisas que incomodavam já ficaram claras: o layout e a as raras publicações de fotos.

Eu era a única apaixonada pelo layout anterior. Um dos problemas é que, quem tem blog sabe, temos uma lista para escolher e só conseguimos mexer em uma coisa ou outra. Para ter um layout completamente novo, só contratando um profissional para fazer.

Alguém comentou sobre o fundo branco, que cansa para ler. Eu tentei mudar, mas todos os temas com fundos de outra cor eram feios demais. Este é o único que agrega algumas coisas, dá para escolher a cor do fundo anterior aos quadros brancos de publicação. Escolhi o mais tranquilo para os olhos, cinza. Foi o máximo que consegui e espero que agora não incomode tanto.

A imagem do topo é da Maria Kochetkova. Em uma entrevista para a Pointe Magazine, consta que ela ganhou o apelido de Ballet Freak. Havia uma piada interna entre os companheiros bailarinos que se ela tivesse as chaves do estúdio ficaria lá à noite. Acabou ganhando essa camiseta de presente, quando fazia parte do English National Ballet. Achei perfeito, pois também já percebi que as leitoras do blog querem mesmo é ballet para valer! Ninguém quer brincar de ser bailarina.

E para inaugurar a nova fase, a primeira das tantas fotos que aparecerão por aqui. Aliás, sempre cliquem na imagem para vê-la gigante.

Crédito: Marianela Nuñez in Liam Scarlett’s Asphodel Meadows. Photo by Johan Persson. Fonte: Ballet News

Maria Kochetkova

Além de técnica e presença em cena, eu adoro a Maria Kochetkova por mais um motivo: o seu tamanho. Ela é pequenina, mas nunca consegui descobrir qual é a sua altura. Li em algumas entrevistas que esse foi um dos motivos pelos quais ela deixou a Rússia e seguiu carreira nos EUA. Ela é primeira-bailarina do San Francisco Ballet.

Maria Kochetkova Principal Highlight Video, San Francisco Ballet, 2009

Já assisti a esse vídeo diversas vezes. Vê-la linda em tantos papéis me dá ânimo para dançar. De verdade.

*
Para saber mais sobre Maria Kochetkova: site, Facebook, Twitter.