De pas de deux a pas de six

A coreografia começa com um pas de deux e depois se transforma em um pas de six. Essa delicadeza faz parte da linda obra Dances at a Gathering, de Jerome Robbins.

“Chopin Mazurka, Op. 6 nº 2″, Dances at Gathering, Ópera de Paris, 2014.
Amandine Albisson, Joshua Hoffalt, Ludmila Pagliero, Karl Paquette, Charline Giezendanner, Christophe Duquenne.

Rothbart no grand pas de deux

Ando cheia de  assunto e com pouca vontade de desenvolver longos textos. Enquanto a vontade não volta, para vocês não ficarem sem posts, aqui está algo que a maioria ama de paixão: o grand pas de deux do cisne negro.

Nesta versão da Ópera de Paris, o Rothbart não só participa do adágio, como também dança uma variação antes da coda. Como ele é uma peça fundamental do terceiro ato, é muito bacana de ver.

Entrance e adágio do grand pas de deux do cisne negro, O lago dos cisnes, Ópera de Paris, Agnès Letestu, José Martinez e Karl Paquette, 2005.

“Variação de Rothbart”, O lago dos cisnes, Ópera de Paris, Karl Paquette, 2005.