Variação da Colombina

Harlequinade (1900) é um ballet de Marius Petipa com música de Riccardo Drigo. Quem não conhece o pas de deux e as variações masculina e feminina? Famosos em festivais e competições pelo mundo afora, essas coreografias tão conhecidas não fazem parte da obra original, sabiam? Elas foram criadas por Pyotr Gusev na década de 1930 e com outras músicas de Riccardo Drigo. Para saber mais, clique aqui.

Em 2018, Alexei Ratmansky fez a reconstrução* de Harlequinade (1900) para o American Ballet Theatre. Esta é a “Variação da Colombina”, dançada pela bailarina Skylar Brandt. Não é uma graça?

“Variação da Colombina”, Harlequinade, reconstrução de Alexei Ratmansky, Skylar Brandt, American Ballet Theatre, 2020.

*

* Reconstruções são montagens muito próximas das ideias de seus criadores. Para isso, pesquisam-se notações coreográficas, documentos históricos, vídeos, depoimentos de participantes das montagens originais e demais materiais que ajudem a recompor o repertório.

O vídeo mais legal que vocês vão assistir hoje

Para divulgar as apresentações de Harlequinade, o American Ballet Theatre produziu um vídeo incrível. Em vez de um trailer com trechos do ballet ou alguma encenação básica, foi realizado um curta-metragem: em quase quatro minutos, assistimos a uma história com começo, meio e fim, totalmente sem diálogos. É tão legal que sentimos vontade de assistir ao ballet sem pestanejar!

Espero ansiosamente por mais vídeos iguais a esse!

Harlequinade, American Ballet Theatre. Direção: Ezra Hurwitz.

A colombina

Em dois outros carnavais, eu publiquei vídeos de Harlequinade. Eu não queria repetir o assunto, mas esta preciosidade vale a pena.

Pesquisando para publicar apenas no grupo de discussão e desejar um bom Carnaval, encontrei a bailarina Priscilla Yokoi dançando a variação feminina e a coda desse grand pas de deux. Além de vê-la dançar lindamente, o figurino é uma graça!

Ela está uma perfeita colombina.

Variação feminina e coda, grand pas de deux de Harlequinade, Priscilla Yokoi.