Duas bailarinas e uma fada açucarada

Para assistir várias vezes e entender as diferenças entre duas bailarinas, separadas por 50 anos, dançando a “Variação da Fada Açucarada”, de O Quebra-Nozes.

Ekaterina Maximova, 1958.

Maria Kochetkova, 2007 (a variação começa em 1’05”).

Antes era leveza e técnica; agora é capacidade física e técnica. Uma bailarina com a estrutura física exigida naquela época, provavelmente, não se sustentaria no mundo do ballet hoje.

Fonte: o excelente @theballetbag, do blog The Ballet Bag.

Ekaterina Maximova

Semana passada faleceu a bailarina Ekaterina Maximova. Ela foi primeira bailarina do Bolshoi onde dançou por 30 anos e onde, mais tarde, tornou-se professora.

Eu havia comentado apenas no Twitter e não pensei em comentar sobre isso por aqui. Mas, no Músicas de Ballet, eu acabei de encontrar um vídeo belíssimo da Ekaterina aos 53 anos dançando com o marido, Vladimir Vasiliev, em plena Praça Vermelha, em Moscou. Chorei ao assistir. Quem é bailarina de verdade, não tem jeito, será a vida inteira.

Encontrei o site dela. Está em russo, mas se alguém quiser arriscar, clique aqui.