Dicionário de Repertório: entrée ou entrance

É comum ouvirmos falar em pas de deux, adágio, pas de trois, coda, variação, mas nem sempre sabemos o que esses termos significam. Explicarei todos eles separadamente e hoje será o princípio: entrée ou entrance.

Entrée em francês ou entrance em inglês, o significado é o mesmo: o começo da dança, uma coreografia que representa a entrada de um ou mais personagens. Pode ser a primeira entrada em cena (Aurora chegando ao baile) ou a primeira em um momento de mudança da história (Giselle sendo recebida pelas wilis).

Há entrances que se assemelham às variações, como o de Kitri. Outros são pas de deux, como o de Odette. Alguns são de solistas, como o entrance das fadas de A Bela Adormecida. Há também entrance do corpo de baile (até os 3′) , como o de O lago dos cisnes.

Além disso, o entrance é a primeira das cinco partes do grand pas de deux; e a primeira das quatro partes do pas de trois. Ficou confuso? Dois exemplos: o entrance do grand pas de deux de Dom Quixote (dos 10” até 1’27”) e o entrance do pas de trois de O lago dos cisnes (até 2’01”).

Deu para entender? No próximo post do dicionário, vamos estudar o tão amado quanto temido adágio.

Fonte: Charles d’Albert, Dancing Technical Encyclopedia of the Theory and Practice of the Art of Dancing, Londres, 1913.

*

Para saber sobre o “Dicionário de Repertório”, aqui.
Para ler os posts anteriores, aqui.

Retomando o “Dicionário de Repertório”

Em 2011, eu comecei um “Dicionário de Repertório” com o objetivo de explicar os principais termos dos ballets de repertório. Parei depois de três posts, mas volta e meia alguém me pede para retomá-lo.

Enfim, já passou da hora de isso acontecer.

Mas antes, vamos rever os posts anteriores e semana que vem volto com um novo termo, combinado?

O primeiro post, explicando a ideia, aqui.
Dicionário de Repertório: repertório, aqui.
Dicionário de Repertório: libreto, aqui.
Dicionário de Repertório: música, aqui.

Será uma boa maneira não só de aprendermos sobre os repertórios, mas de olharmos para o passado do ballet clássico.

Pierina Legnani (1863-1923), primeira montagem de Raymonda, 1898.
Fonte: Wikimedia Commons.

Dicionário de Repertório: música

Vocês lembram o que é libreto? Depois de pronto, ele irá para as mãos do compositor. É chegado o momento da música.

O compositor criará toda a parte musical de acordo com a história. Os ouvidos mais atentos já devem ter percebido que, ao fecharmos os olhos, conseguimos identificar alegria, tensão, tragédia, paixão… A música é a responsável por nos contar os acontecimentos antes mesmo deles serem dançados.

E quem foram os grandes compositores de repertório? Um todo mundo conhece, mas seria injusto citar apenas ele. Sendo assim, aqui está uma pequena lista.

Para conhecer os autores (em inglês), clique nos nomes. Para ouvir trechos dos ballets (aqueles que encontrei apenas a música), clique nos títulos.

E agora, qual o próximo passo? A coreografia.

Fonte dos compositores: bailarinas.kit.net