Prelude

Aposto que várias de vocês conhecem este vídeo.

Alessandra Ferri dança enquanto Sting toca, ao violão, Prelude da suíte nº 1 para violoncelo, de Bach. Vocês já ouviram a música no instrumento para o qual ela foi composta?

Eu quero dançar essa coreografia ao som do violoncelo. Quero não, vou! Virou sonho de bailarina.

Carmen

Se você me ama, eu não te amo.
Se eu te amo, é melhor tomar cuidado!
Carmen, de Bizet

Depois de A dama das camélias, mais um ballet feito especialmente para mulheres: Carmen. Inspirado na ópera em quatro atos de Georges Bizet, com base na novela homônima de Prosper Mérimée, conta a trágica história de amor entre uma cigana, Carmen, e um cabo do exército, Don José.

Há várias versões, desde a primeira do Petipa (o onipresente dos ballets de repertório), em 1845, até a de Rafael Aguilar, em 1992. Provavelmente há uma série de outras montagens entre esses e mais outras que sequer desconfiamos. No fim das contas, a gente acaba escolhendo qual prefere ou qual gostaria de dançar.

Encontrei um vídeo belíssimo com a Alessandra Ferri e o Laurent Hilarie, com coreografia de Roland Petit, de 1949. Como a publicação no blogue não foi aceita, as curiosas podem assistir clicando aqui.

A versão mais conhecida é a de Alberto Alonso, de 1967. A Alicia Alonso é perfeita no papel principal, parece que a personagem foi feita para ela.

Agora, a minha preferida. Desconheço o autor da coreografia (talvez tenha sido apenas para a competição), dançado por uma menina (para mim, é ballet para uma mulher), mas eu me apaixonei perdidamente. Dançarei um dia, nem que seja adaptada.

Sou suspeita para falar sobre Carmen porque amo tudo: a história, a música, a ópera, o ballet, o flamenco. Só falta eu ler o livro, o que provavelmente farei sem tardar.

*

A história da ópera, aqui.
O trailer da ópera, aqui.
O ballet e suas mil coregrafias, aqui.
A sensacional Maria Callas cantando “Habanera” (a música que abre o post), aqui.