Presente de aniversário: “As origens do ballet”

Onze anos atrás, eu publiquei o primeiro post do blog. Desde então, foram 961 posts, quase dois milhões e meio de visitas, um livro e uma newsletter mensal. Será que ainda tenho o que dizer depois de tanto tempo?

Eu mantenho uma lista de assuntos para escrever; se eu fizer um post por semana, pelo menos um ano de blog está garantido. Mas nem sempre o tempo e as circunstâncias ajudam, mas o “Dos passos da bailarina” ainda tem um longo caminho pela frente. É o que eu quero, e espero.

Escrevi em todos os aniversários: 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2019. Os posts na sequência podem ser vistos aqui. O que mais posso dizer sem me repetir?

O “Dos passos da bailarina” surgiu para falar sobre ballet clássico. Sendo assim, nada melhor para comemorar esses onze anos descobrindo de vez como o ballet clássico começou.

Provavelmente, você já ouviu, leu ou assistiu sobre as origens do ballet clássico. Ou então, sabe apenas que ele começou há muitos e muitos anos, aí tinha um rei, uma turma dançava na corte, depois alguém criou as cinco posições, tem alguma coisa aí da Itália, claro que a França entrou na história porque os passos foram nomeados em francês… Mas, afinal, como tudo começou?

Em quase cinco minutos de animação, “As origens do ballet”, de Jennifer Tortorello e Adrienne Westwood, nos conta essa história. Além de ser uma graça, é claro, objetivo e didático.

Quem não sabe inglês, não precisa se preocupar, há legendas em português. Se elas não aparecerem automaticamente, clique no primeiro ícone da direita. Não apareceu em português? Calma, clique no segundo ícone e selecione o idioma em “legendas”. Pronto!

Muito obrigada por esses anos todos, de coração.

The Origins of Ballet, Jennifer Tortorello e Adrienne Westwood, TED-Ed.

Quem quer receber informações sobre dança?

No mês passado, eu contei quais são os novos caminhos do Dos passos da bailarina: perfil no Instagram, newsletter e podcast. O primeiro já existe, o terceiro será produzido, e eu vim falar sobre o segundo.

A partir de agosto, o Dos passos da bailarina terá uma newsletter mensal.

“Tá, mas o que é isso, Cássia?”

Newsletter é um boletim informativo enviado por e-mail a pessoas previamente cadastradas. Como será o nosso? Toda primeira semana do mês, eu enviarei a vocês uma mensagem contendo:

> Um texto escrito especialmente para a newsletter
> Links de todos os posts publicados no mês
> Link de algum post antigo do blog
> Links de matérias sobre dança (jornal, revista, site)
> Links de vídeos
> Indicação de algum site, blog, perfil sobre dança
> Indicação de livro
> Uma imagem (fotografia ou ilustração)

Vocês terão um punhado de informações para ler, reler, assistir e compartilhar quando quiserem.

E o blog? Ele continuará sendo atualizado de uma a duas vezes por semana, mas apenas com posts longos. Ou seja, não vai faltar conteúdo de dança para vocês se divertirem e, principalmente, se informarem.

Agora, o mais importante: para se inscrever, clique neste link: https://tinyletter.com/dospassosdabailarina

Se vocês não receberem a confirmação, acessem a caixa de spam e autorizem o recebimento.

A primeira newsletter será enviada semana que vem, para a gente já começar de uma vez. Espero a inscrição de vocês e até lá!

O correr do rio

Hoje passei um bom tempo trabalhando nos novos passos do blog. Organizei as pautas que estavam dispersas e selecionei as mais interessantes, que vão se tornar textos nas próximas semanas. Pensei em uma newsletter mensal, que vocês vão conhecer em breve. Comecei a definir a primeira temporada do podcast, que demorá um pouco para ficar pronta. O perfil no Instagram está caminhando pouco a pouco. Ou seja, haverá mais conteúdo sobre dança, para quem dança, de quem dança, para quem ama dança.

O “Dos passos da bailarina” andou bastante tempo a passos lentos, eu reconheço, mas vai mudar. Quem teve paciência de caminhar comigo até aqui, além do meu “muito obrigada”, pode se preparar. Quem chegou agora, pode esperar. Vamos dançar, porque é assim que tem de ser.

Para terminar, esse breve trecho da obra Dança sinfônica, do Grupo Corpo. Música clássica e dança contemporânea de encher o peito. A bela trilha composta por Marco Antônio Guimarães está disponível no Spotify, aqui, e no YouTube, aqui.

Dança sinfônica, Grupo Corpo, 2015.