“É preciso sair do Brasil para viver o balé dignamente”, diz brasileira estrela do Royal Ballet de Londres

De vencedora do Prix de Lausanne, em 2011, a primeira-bailarina do Royal Ballet, dez anos depois, a bela carreira de Mayara Magri é uma inspiração para bailarinas de todas as idades e formações. Como não ficar encantada por ela?

Neste fim de semana, a coluna da jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, publicou uma entrevista com a Mayara Magri realizada por James Cimino. Leiam, leiam, leiam. Além de pontuar questões muito importantes, ela mostra que, além de técnica e talento, tem plena consciência de sua profissão e do ballet para além da própria companhia. Passei a gostar ainda mais dela.

A entrevista completa, aqui.

*

A matéria é reservada para assinantes Folha de S.Paulo e UOL. Mas nada de tristeza, quem não é assinante pode ler até um limite de textos gratuitos por mês. Ou seja, se você não costuma ler o jornal ou ainda não atingiu o seu limite, poderá ler tranquilamente. Aproveite e corre lá para o link!

2 comentários sobre ““É preciso sair do Brasil para viver o balé dignamente”, diz brasileira estrela do Royal Ballet de Londres

    1. Natalia, quem não é assinante pode ler gratuitamente um número limitado de matérias por mês. Acesse novamente o link, se não me engano, com Gmail ou Facebook é possível fazer o login.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s