O meu ano na dança

Em 2020,

Eu assisti online a várias obras de dança: pré-gravadas, gravadas especialmente para este momento de isolamento social, transmissões ao vivo.
Eu assisti a mais obras de companhias brasileiras do que de companhias internacionais.
Eu assisti a mais obras de dança contemporânea do que de ballet clássico.
Eu assisti a poucas lives, mas todas de profissionais da área.
Eu assisti à dança em outros meios, de videodança a palestras, de trechos curtos a documentário.
Eu ouvi trilhas sonoras de espetáculos de dança.
Eu ouvi podcasts de dança.
Eu li textos sobre dança.
Eu participei de uma oficina sobre produção audiovisual em dança.
Eu mantive o blog com posts nem tão regulares ao longo do ano todo.
Eu fiz newsletters sobre dança.
Eu pesquisei e escrevi profissionalmente sobre dança.
Eu não dancei. Mesmo assim, a dança foi presente na minha vida como nunca.
E este é o meu desejo para o próximo ano: a dança sempre presente, da maneira que for.

Até 2021.

Um comentário sobre “O meu ano na dança

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s