Para abril não passar em vão

Outro dia, levei um susto ao ver que não publico nada no blog há mais de um mês. Tenho acompanhado mais ciência e saúde do que dança, minha cabeça estava voltada para o coronavírus. O tempo passou e eu não percebi.

Devido ao isolamento social, estou em casa há 43 dias. São Paulo é um dos epicentros da pandemia no país e sair apenas se for urgente. De maneira inexplicável, parece que o tempo está correndo mais rápido do que eu.

Gostaria de ter publicado um texto ontem, Dia Internacional da Dança, mas não consegui. Tudo bem, ele será publicado em breve, porque a questão vale para todos os dias do ano. Aliás, apesar dos pesares, algo bacana aconteceu entre mim e a dança, e é sobre isso que escreverei em breve.

Mesmo assim, não queria deixar abril passar em vão, sem uma única postagem. Resolvi publicar uma coreografia que já apareceu no blog, mas vale a repetição. A primeira variação de “Esmeraldas”, de Jewels, sempre acalma o meu coração.

Primeira variação de “Esmeraldas”, Jewels, George Balanchine, Beatriz Stix-Brunell, Royal Ballet.

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s