Um encontro na São Paulo Companhia de Dança

Na terça-feira, eu participei de um encontro promovido pela São Paulo Companhia de Dança com produtores de conteúdo sobre dança. Também estavam presentes: Laura Burity, do Nas Pontas, Gabi Oliveiras, do @ gabi_oliveiras_, Anninha Martins, do Ballet Blend, Milena Pontes, do Tutu for Love, Juliana Mel, do Vídeos de Ballet Clássico, e Henrique Rochelle, do Da Quarta Parede e Criticatividade. Fomos recebidos pela Inês Bogéa, diretora artística da companhia, Morgana Lima, coordenadora de Educativo e Comunicação, e Patricia Aburad Marrese, assessora de Comunicação e Marketing.

Na foto, da esquerda para a direita: Laura, Gabi, Anninha, Milena, eu, Juliana e Henrique.

Todos devidamente apresentados, vamos ao encontro!

Primeiro, tivemos um bate-papo. Nós nos apresentamos, contamos nossa história e como criamos nossos blogs, perfis ou canais, falamos sobre dança de mil maneiras. Tiramos dúvidas, trocamos experiência. Isso foi tão importante! Vocês sabem como é difícil termos com quem conversar sobre o assunto, trocar ideias e informações. Eu converso sempre com a Juliana e a Cyndi, mas também é imprescindível ouvir outras histórias, vivências e experiências, especialmente, em uma grande companhia. A dança profissional é outra coisa!

Depois, assistimos aos ensaios. Primeiro, A morte do cisne. Lindíssima, sem afetação, braços que dizem tudo. Confesso, os meus olhos marejaram. Ainda nos cisnes, assistimos ao Pas de deux do cisne negro. É aquela história, acompanhamos a coreografia praticamente cantando a música. Tão bonito ver de perto… E os arabesques a 90 graus? Suspirei fundo de emoção (Quem não acompanha o blog, o motivo do meu suspiro). Em seguida, vimos um trecho da nova obra de Édouard Lock criada especialmente para a São Paulo Companhia de Dança. Ágil e muito difícil. Por fim, assistimos à Agora, de Cassi Abranches, sua segunda criação para a companhia. Arrebatadora, sem exagero. Se paro para lembrar, a música e os passos ecoam na minha cabeça.

Todos juntos depois das apresentações. São Paulo Companhia de Dança, 2019.

As portas da São Paulo Companhia de Dança estão abertas à população. Não precisa ser de dança, não precisa ser da dança, não precisa dançar. Os espaços públicos são nossos e é muito importante que essa aproximação aconteça, tanto para quem produz cultura quanto para quem dela usufrui.

Quer aproveitar o ensejo? No dia 18 de maio, às 10h, vai acontecer uma palestra com Inés Bogéa, na oficina Oswald de Andrade, sobre o processo de montagem de O lago dos cisnes. Inscrições pelo e-mail educativo@spcd.com.br. É gratuito e as vagas são limitadas.

Acabou? Ainda não! Eu vou sortear um exemplar do livro Passado-futuro e ingressos para a nova temporada em São Paulo. Quando? Em breve, podem esperar.

* * *

Quem acompanha o blog há alguns anos, talvez se lembre da minha primeira visita à São Paulo Companhia de Dança. Para ler, partes [1], [2] e [3].

6 comentários sobre “Um encontro na São Paulo Companhia de Dança

Deixe uma resposta para Cyndi Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s