Dia da Bailarina

Eu não faço uma aula de ballet há tempos. Eu não me apresento no palco há anos. Dia desses, no corredor vazio do hospital onde sou voluntária, enquanto esperava a minha mãe para irmos embora, lá estava eu fazendo uns passos de ballet. Sem nem pensar, ou perceber, a bailarina sempre aparece, não importa onde eu esteja.

Isso é para lembrar a máxima que todas nós conhecemos, mas às vezes nos esquecemos: uma vez bailarina, sempre bailarina.

Feliz Dia da Bailarina para todas nós!

Para comemorar, uma variação bem curtinha, mas delicada que só.

“Variação do pas de six”, Napoli, Royal Danish Ballet, Susanne Grinder.

Um comentário sobre “Dia da Bailarina

  1. Olá! Sou nova aqui no blog, fiquei curiosa quando você disse que faz tempo que não faz aulas, não pretende mais voltar?

Os comentários refletem a opinião das leitoras e dos leitores e não correspondem, necessariamente, à opinião da editora do blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s